A Fazenda

 
pause «
  /  
»

A Fazenda Voltrona produz vinho e óleo de oliva. A produção cobre uma área total de 40 mil hectares – a maior parte dela usada para produzir forragem e cereais. Na fazenda também tem um pequeno rebanho de cavalos islandeses.

A Fazenda Voltrona foi um dos primeiros centros de turismo rural abertos na Toscana e por mais de vinte anos tem promovido hospedagem de alta qualidade no campo.

Desde 1984, temos constantemente renovado a estrutura das construções da fazenda e investindo em cultivos especializados.

Sebastiano Leanza adquiriu a Fazenda Voltrona em 1978.

A metade da fazenda estava em ruínas: não havia água potável nem linha de telefone e tampouco rede de gás. O suprimento de eletricidade era de 160 volts e a estrada de acesso era um pouco maior que uma trilha de gado. 80% das construções estavam em péssimo estado e parte dos dois celeiros tinham desabado. Apenas uma casa era habitável. Silvas e ervas daninhas haviam coberto um campo inteiro de oliveiras e javalis atacaram todo o jardim da vila em busca de comida. Para se ter uma ideia de como o lugar estava negligenciado, apenas pense que os caçadores utilizavam o telhado da casa para descansar enquanto esperavam o jogo.

Nos anos oitenta, a lei sobre centros de turismo rural expedida pelo Governo Regional da Toscana revitalizou o setor ajudando os fazendeiros a darem seus primeiros passos a uma nova ideia de fazenda: assim como produzir alimento, eles deveriam oferecer serviços e promover a área local.

No verão de 1984, os primeiros hóspedes (alemães) dormiram na parte habitável da casa.

Naquele tempo, o termo “turismo rural” era totalmente desconhecido aos fazendeiros e também aos hóspedes. Mais do que outra coisa, era um fenômeno naif: pessoas a procura de novas emoções...